Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça os métodos de Elon Musk!

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça os métodos de Elon Musk!

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça os métodos de Elon Musk para fazer isso e o que Procurement tem haver com isso?

Com diversos projetos inovadores, o homem mais rico do mundo revelou como funciona o seu processo de filtro para saber qual ideia realmente merece sair do papel

Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, e agora maior acionista externo das ações do Twitter, é conhecido por ser um empresário inovador.

Dos carros elétricos até sua empreitada para colonizar Marte, ele afirma ter métodos para “filtrar” qualquer ideia que surge na sua mente — e com isso coloca-la em prática.

Com uma habilidade única de transformar ideias em negócios de sucesso, o homem mais rico do mundo é considerado brilhante por colocar projetos em prática sem explorar complexidades abstratas, e sim focar na simplicidade direta.

Mas como funciona o processo do bilionário para saber qual como e qual ideia vale tirar do papel?

Em entrevista com Lex Fridman, pesquisador do MIT, Musk discutiu a sua busca pela inovação e contou detalhes do cerne de seu processo de tomada de decisão.

O empresário revelou que ele seleciona apenas as ideias que se encaixam na sua “equação da inovação”.

Musk explica que sua equação consiste basicamente em avaliar ideias de maneira rápida e fácil respondendo três questões básicas: “quanto tempo você vai levar para construir?”, “você tem acesso aos recursos certos?” e “você pode obter as matérias-primas necessárias?”.

“O que importa é o ritmo de inovação, acesso a recursos e matérias-primas”, explicou.

A dica do CEO da Tesla pode ser determinante para qualquer empreendedor que busca um novo negócio. A equação do bilionário ajuda que fundadores de empresas economizem tempo, dinheiro e energia, além de responder parte do dilema do fundador

1 – Ritmo de inovação

Um dos pontos da equação de Musk é o ritmo da inovação. O tempo importa, porém, não é necessariamente o que preciso para construí-lo o mais rápido possível.

É preciso conseguir inovar em tempo hábil. Especialmente quando aqueles que procuram inovar normalmente são aqueles que procuram inovar rapidamente e ficar à frente da concorrência.

Em muitos casos, pode ser uma espécie de corrida, e com imensa competição em quase todos os campos, estar à frente do pelotão pode ajudá-lo a ter sucesso.

Então a questão é, quanto tempo vai levar para construir o projeto? E isso está no prazo que acredita que precisa ser para atingir seus objetivos?

2 – Acesso a recursos aí que entra Procurement fortemente

Além do ritmo, Musk reforça ser necessários recursos para executar ideias inovadoras.

Isso ocorre porque os recursos físicos, materiais e humanos indicam a capacidade do empreendedor de inovar.

Sem eles, uma ideia é simplesmente uma ideia. É preciso se perguntar sobre os recursos à mão (ou ao alcance via um Procurement eficiente), da cadeia certa de suprimentos e para as pessoas certas, para poder assim inovar da maneira que planeja.

3 – Matérias-primas e Supply Chain com o Strategic Sourcing na veia

Por último, o bilionário acredita ser necessário recursos físicos, ou seja, matérias-primas.

Falta de matérias-primas costumam ser algo que prejudicam projetos inovadores. Para Musk, não importa se você tem uma ideia genial e uma equipe brilhante para apoiá-la, se não tem acesso aos materiais necessários para tornar sua inovação uma realidade, ela não sairá do papel.

Da próxima vez que um empreendedor decidir tirar uma ideia do papel, considerar a equação de inovação de Musk pode ser sinônimo de sucesso: tempo mais pessoas mais materiais é igual à capacidade de inovar.

Ao aplicar esta simples equação de três variáveis, será possível iniciar um projeto da mesma forma que o homem mais rico do mundo.

E Procurement tem um papel super importante nessa equação.

Leonardo Alexander
Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum). Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

7 passos para se ter sucesso no Strategic Sourcing

7 passos para se ter sucesso no Strategic Sourcing Como você desenvolve e nutre parcerias...

Qual a diferença entre TOTAL COST OF OWNERSHIP e...

Qual a diferença entre TOTAL COST OF OWNERSHIP e COST BREAKDOWN? TOTAL COST OF OWNERSHIP...

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça...

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça os métodos de Elon Musk! Quer...

As competências essenciais do comprador estratégico – Gestão do...

As competências essenciais do comprador estratégico - Gestão do Tempo No artigo anterior, Comprador Estratégico...

COMPRAS – Uma das áreas mais estratégicas da sua...

COMPRAS – Uma das áreas mais estratégicas da sua empresa! Compras ou Suprimentos, mais conhecidos...

Procurement e Purchasing – Quais são as diferenças?

Saiba por que Procurement e Purchasing não são a mesma coisa e como suas...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui