A Experiência do Fornecedor (SXM) – Implementando um Modelo de Compras Inovador e Estratégico

A Experiência do Fornecedor (SXM) – Implementando um Modelo de Compras Inovador e Estratégico

Na vanguarda das tendências em Procurement, a Experiência do Fornecedor (SXM) – Supplier Experience Management – surge como uma quebra de paradigma inovadora, elevando a relação com fornecedores a um patamar estratégico nunca visto antes.

Minha perspectiva como CEO e especialista em Procurement com mais de 30 anos de experiência presenciei a evolução das práticas de compras e o impacto transformador da Sx.

Através da Sx, as empresas não apenas otimizam seus processos, mas também cultivam relacionamentos duradouros com fornecedores de alto desempenho a ponto de desenvolverem o Planejamento estratégico conjuntamente.

Os 5 pilares da Sx:

  1. Alinhamento estratégico: Estabelecer objetivos compartilhados e metas claras, alinhando as estratégias de ambas as partes.
  2. Comunicação transparente: Manter um diálogo aberto e frequente, construindo confiança e respeito mútuo.
  3. Colaboração proativa: Trabalhar em conjunto para identificar oportunidades de melhorias e resolver desafios de forma conjunta.
  4. Governança justa: Implementar processos equitativos e transparentes em todas as interações.
  5. Desenvolvimento mútuo: Investir no crescimento e aprimoramento das capacidades de ambas as partes.

Adotar a Sx exige uma mudança cultural e estratégica em Procurement:

  • Avaliar a situação atual: Mapear os pontos fortes e fracos da relação com os fornecedores, identificando áreas para aprimoramento.
  • Definir objetivos claros: Estabelecer metas específicas e mensuráveis para a Sx, alinhadas com a estratégia geral da empresa.
  • Comunicar a visão: Compartilhar os objetivos da Sx com os fornecedores, criando expectativas claras e engajamento.
  • Implementar iniciativas: Desenvolver e implementar ações que promovam os pilares da Sx, como ferramentas de comunicação, programas de feedback e treinamentos conjuntos.
  • Medir e monitorar: Estabelecer indicadores de desempenho (KPIs) para avaliar o progresso da Sx e identificar áreas para ajustes.

Benefícios da Sx:

Os resultados da implementação da Sx são abrangentes e duradouros

  • Melhoria na performance: Maior qualidade dos produtos e serviços, prazos mais curtos e custos otimizados.
  • Redução de riscos: Diminuição de problemas na cadeia de suprimentos e mitigação de conflitos.
  • Inovação aprimorada: Colaboração com fornecedores para desenvolver soluções inovadoras e alcançar vantagens competitivas.
  • Sustentabilidade: Promoção de práticas éticas e ambientalmente responsáveis na cadeia de suprimentos.

A Experiência Sx representa um marco na evolução de Procurement. Ao colocar o relacionamento com fornecedores no centro da estratégia, as empresas constroem parcerias sólidas que impulsionam o sucesso a longo prazo.

Implementar a Sx exige compromisso, planejamento e investimento, mas os retornos são exponenciais, elevando a empresa a um novo nível de competitividade e sustentabilidade.

CEO at Procurement Garage | leonardo.alexander@procurementgarage.com | + posts

Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum).

Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

Letter of Intent (LOI) – conceito, benefícios, riscos e o papel do comprador

Letter of Intent (LOI) – conceito, benefícios, riscos e...

Como comprar algo pela primeira vez?

Como comprar algo pela primeira vez? E o medo de...

Mudanças climáticas: Arquitetura e Urbanismo são parte da solução para o “novo normal”

Mudanças climáticas: Arquitetura e Urbanismo são parte da solução...
spot_imgspot_img
Leonardo Alexander
Leonardo Alexander
Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum). Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui