Por que medir o desempenho?

Por que medir o desempenho?

Há vários motivos para medir e monitorar o desempenho. Neste artigo vamos explorar esses motivos e alguns problemas para você ficar atendo na sua área de Compras.

Apoiar uma melhor comunicação

A medição de desempenho pode resultar em uma melhor comunicação em toda a cadeia de suprimentos (dentro de Compras, com demais áreas envolvidas, com fornecedores e liderança).

Esse ponto é importante para garantir as expectativas de todos ao longo dos processos. A comunicação, como forma de divulgação do desempenho, também exige atualização e que esteja num local acessível a todos.

Fornecer feedback

Os dados do desempenho podem mostrar uma ameaça ou correção de problemas e expectativas, exigindo alguma tomada de decisão.

Por lado, podemos identificar que os resultados estão sendo alcançados e que não há necessidade de ajustes.

Motivar e direcionar o comportamento

A medição motiva e direciona o comportamento em direção aos resultados desejados. Primeiro por deixar claro qual é a prioridade e criticidade esperado de cada colaborador, área, projeto ou processo.

Num segundo momento, o reconhecimento da liderança (de forma financeira ou não) sobre o desempenho individual engaja a busca pelos resultados.

Apoiar a melhor tomada de decisão

A medição fornece um histórico de desempenho de Compras ao longo do tempo, entendendo se os resultados e as metas definidas são viáveis.

A seguir alguns problemas comuns na medição de desempenho.

Muitos dados e dados errados

Além dos dados estarem organizados e saneados (olha a gestão de dados mestres aqui!), é importante que as métricas estejam bem estabelecidas (se possível, publicadas na Política de Compras).

Atenção no conflito com as metas de outras áreas da empresa e tomar o cuidado de desdobrar as metas da organização para a área de Compras.

Como regra geral e, já mencionado aqui no Blog, começar com 5 a 8 KPIs é o suficiente.

Focar no curto prazo

Muitas organizações têm o problema de confiar em medidas e dados focados no curto prazo, como dados financeiros e operacionais.

Novamente é importante entender e desdobrar as metas da organização, entender como Compras consegue contribuir para os objetivos a longo prazo da organização.

Falta de detalhe

Cuidado em resumir os dados ou as métricas de medição e torná-los sem sentido.

Por exemplo, além de levantar a qualidade mensal de um fornecedor, seria mais efetivo também adicionar a informação de qual tipo de defeitos foi registrado, quanto custou ou registrou de atraso esse defeito para a operação, quantidade de defeitos, histórico desse fornecedor e comparativo com demais fornecedores.

Favorecer o desempenho errado

Algumas medidas podem conduzir a um comportamento errado. Por exemplo, meta para oxigenar a base de fornecedores, pode levar o comprador a fechar negociações com novos fornecedores, mas que não são os melhores necessariamente.

Ou ainda definir uma quantidade de Strategic Sourcing a ser realiza sem ter o time capacitado para executar esse processo.

Lembrando que sempre é importante verificar se a meta está SMART: específica, mensurável, atingível, realista e atemporal (na tradução do inglês).

Espero ter ajudado a refletir sobre o tema de medição e monitoramento do desempenho.

Um abraço.

Mônica Georgino
Implementação da área de Inteligência de Suprimentos (análise de mercado, BI e gestão de fornecedores), com o objetivo de entender as reais necessidades dos compradores para a tomada de decisão, prover informações confiáveis e a cultura de colaboração.

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

14 Critérios essenciais para a correta seleção de um...

14 Critérios essenciais para a correta seleção de um software de E-procurement 01 - Full...

As 10 competências essenciais do profissional de compras

As 10 competências essenciais do profissional de compras No último Fórum Econômico Mundial realizado em...

Procurement e o 5G?

Procurement e o 5G? O 5G permite que as empresas executem operações com mais eficiência,...

Tendências inovadoras em tecnologia para as Cadeias de Suprimentos

Tendências inovadoras em tecnologia para as Cadeias de Suprimentos Conheça as tendências inovadoras em tecnologia...

Revenue Management – Gestão de Rentabilidade – Receitas

Revenue Management - Gestão de Rentabilidade - Receitas Pesquisas que integram preços e gestão de...

ESG em Procurement?

ESG em Procurement? Afinal, como devemos abraçar e fazer acontecer? 15 tópicos importantes para...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui