SRM: eu sei o meu lugar?

Supplier Relationship Management – SRM – Eu sei o meu lugar?

O termo SRM vem do inglês Supplier Relationship Management, ou Gestão do Relacionamento com Fornecedores.

A arte de lidar com fornecedores e se identificar como cliente não é meramente orientada no tratamento e bons modos em si.

Óbvio que a persuasão, a inteligência emocional, a perspicácia e obviamente a educação em todo processo contam muito e são vitais para um possível sucesso em atendimento as necessidades de sua corporação.

Entretanto, quando falamos de SRM, estamos muito além disso. A pergunta é: Sou capaz de identificar meu lugar no mercado para ações objetivas, pertinentes e que me levem a um bom resultado?

A boa e velha SRM Supply Risk Impact, ou seja, uma Matriz de Risco de Fornecimentos versus o Impacto no Lucro das empresas são uma simples e efetiva ferramenta inicial para avaliar sua exposição no mercado, alianças necessárias, ações específicas, categorias a serem priorizadas, assim como entender como se portar em negociações com fornecedores gigantes, principalmente aqueles muito maiores que seus clientes.

Estratégia é tudo, mas somente se aplicada de forma que os esforços sejam corretamente aplicados, ou seja, sem exageros onde não há o que ganhar, ou falta de iniciativas onde há grandes oportunidades.

Escrevo esse artigo em 7 de fevereiro de 2022, e um dos motivadores foi o excelente artigo do meu mestre Léo Alexander no LinkedIn falando sobre a importância de uma segunda matriz, também vital para esse processo: Matriz Kraljic.

O rico material é explicativo por si só, e desde 1983 vem auxiliando os profissionais da área e simplesmente não cai em desuso.

Tendo passado pelas matrizes, muito importante enfatizar que quem não é visto não é lembrado.

O SRM passa sim pelas questões levantadas no primeiro parágrafo. Não adianta viver em pé de guerra com os fornecedores, e querer ser priorizado em tempos de pandemia. É levar para o profissional aquelas premissas do pessoal.

Ao passo que você não deve se acuar e recuar com o tamanho de sua empresa e o que tem a oferecer.

Entender se está se aliando ao fornecedor certo, se realmente não podemos considerar a aquisição de distribuidores, e até mesmo checar com os envolvidos se o custo mais baixo é realmente o drive a ser seguido, são outros pontos a se levantar e se perguntar (e responder) para um desenho de estratégia.

Não há fórmula pronta e cada área de Procurement sabe de suas dores, mas como nosso mercado é generoso em dividir nossos problemas e conhecimentos, as práticas de SRM estão aí para serem abraçadas.

O lucro, o sucesso ou o fracasso de uma corporação certamente passaram pela sua Gestão de Fornecedores.

Raphael Soares
Profissional com +de 16 anos de carreira desenvolvida nas áreas de Supply Chain e Procurement em diferentes indústrias tais como Aerospace, Oil&Gas, Química e Tintas. Sólida experiência em Gestão de Equipes, Negociação, Geração de Savings, TCO, Strategic Sourcing, Desenvolvimento de Fornecedores Locais e Internacionais, Auditorias e Comércio Exterior. Vivência em processos de importação e atuação em empresas de diferentes portes e segmentos, como aerospace, petróleo e gás, química e coatings.    

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

7 passos para se ter sucesso no Strategic Sourcing

7 passos para se ter sucesso no Strategic Sourcing Como você desenvolve e nutre parcerias...

Qual a diferença entre TOTAL COST OF OWNERSHIP e...

Qual a diferença entre TOTAL COST OF OWNERSHIP e COST BREAKDOWN? TOTAL COST OF OWNERSHIP...

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça...

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça os métodos de Elon Musk! Quer...

As competências essenciais do comprador estratégico – Gestão do...

As competências essenciais do comprador estratégico - Gestão do Tempo No artigo anterior, Comprador Estratégico...

COMPRAS – Uma das áreas mais estratégicas da sua...

COMPRAS – Uma das áreas mais estratégicas da sua empresa! Compras ou Suprimentos, mais conhecidos...

Procurement e Purchasing – Quais são as diferenças?

Saiba por que Procurement e Purchasing não são a mesma coisa e como suas...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui