Quem realmente escolhe um trabalho de compras?

Quem realmente escolhe um trabalho de compras?

Em que momento algum orientador de carreiras se virou para você e disse: “Quer saber? Você deveria pensar em uma carreira em compras”.

Muitos que acabaram em compras não foram exatamente voluntários.

Normalmente, uma posição de compras é alcançada pela necessidade de desenvolver outra função ou as pessoas simplesmente se tornam responsáveis ​​por ela.

Embora hoje um trabalho em compras esteja (lentamente) sendo percebido como uma mudança de carreira valiosa e satisfatória com uma proposta de valor estratégica para o negócio.

À medida que mais e mais organizações reconhecem o valor de gerenciar seus gastos e o fornecimento de seus materiais, Capex e serviços para obter vantagem competitiva, mais reconhecem que precisam de um profissional de compras super qualificado e capaz para atingir seus objetivos. Um trabalho em compras vem com um alto grau de responsabilidade.

O comprador geralmente é responsável pelo gasto total de uma empresa. No caso de corporações globais, isso pode ser enorme.

Eles também representam a face profissional da empresa, pois lidarão com os fornecedores que fornecem os materiais, Capex e serviços.

Eles devem ser eticamente fortes, pois enfrentam questões como fraude e suborno. Um trabalho de compras exige que você seja um líder e um gerente.

Fornecer ajuda e aconselhamento tanto para as partes interessadas internas quanto para os fornecedores para gerar valor e reduzir os custos e o TCO.

À medida que todas as organizações começam a perceber que não são as empresas que competem, mas as cadeias de suprimentos, o papel das compras está ganhando reconhecimento.

A necessidade de garantir que as organizações alcancem uma vantagem competitiva exige que os gastos dessa empresa sejam constantemente monitorados e reduzidos, ou seja, um trabalho de compras é um trabalho para a vida toda.

Mas por que escolher uma carreira em compras?

Isso levanta a pergunta clássica, o que eu ganho com isso?

Salário competitivo

Um trabalho como Especialista Sênior em compras geralmente paga bem, certamente onde as responsabilidades são maiores e os riscos exigem gerenciamento.

Com os Soft Skills e Hard Skills certos, os compradores podem subir a escada do sucesso para ganhar mais de R$ 100.000 por ano como Especialistas.

Mas pode levar anos para se tornar um Gestor de Categorias, Gerente sênior ou Diretor de compras – CPO.

E a velocidade que isso pode acontecer depende muito de você! Acredite nisso.

Desenvolvimento de carreira em compras

Há uma infinidade de oportunidades para o comprador iniciante. Várias organizações compram com base em projetos, permitindo que você se desenvolva como parte de uma equipe.

O planejamento de carreiras significa que sempre há uma oportunidade de começar como assistente de compras, depois para o comprador, depois para o comprador sênior e até mesmo entrar na sala de reuniões como Especialista, Gerente ou Diretor de compras ou cadeia de suprimentos conforme a experiência e resultados entregues e capacidade de liderança em todos os seus espectros.

Satisfação no trabalho

Uma das partes mais satisfatórias de ter um trabalho em compras é fazer o negócio prosperar.

O comprador deve entender o mercado fornecedor, avaliar os fornecedores e negociar o melhor acordo possível.

O processo requer altos níveis de habilidade analítica e comercial, além de excelentes habilidades de negociação e poder de influência.

Alcançar o sucesso em uma negociação é provavelmente uma das atividades mais estimulantes das quais você pode participar.

Viagem

Com a globalização, é necessário que os profissionais de compras gerenciem as bases de fornecimento que cobrem o mundo.

Muitas organizações têm compradores supervisionando regiões como Europa ou Ásia por exemplo e os fornecedores precisarão ser visitados para garantir que cumpram com todos os padrões e requisitos de sua empresa.

Apaixone-se por Compras.

Seja Front Office.

Lembre-se a mudança começa em você!

Leonardo Alexander
Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum). Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

Metaverso: hype, realidade ou futuro?

Metaverso: hype, realidade ou futuro? O conceito Metaverso ganhou força na consciência coletiva em outubro...

What Does Neuromining Mean?

What Does Neuromining Mean? Neuromining is the process of applying various behavioral intelligence and machine learning...

A importância das Curvas ABC, XYZ, PQR e 123...

A importância das Curvas ABC, XYZ, PQR e 123 na Logística A gestão da Logística...

7 maneiras de usar a estratégia de compras da...

7 maneiras de usar a estratégia de compras da sua empresa para aumentar a...

Transparência nos processos de BID: lembre-se, estamos em um...

Transparência nos processos de BID: lembre-se, estamos em um jogo infinito! Quem nunca se deparou...

Gestão de riscos de contratos de serviços

Gestão de riscos de contratos de serviços A gestão de riscos de contratos é um...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui