Dica de carreira: Como se sair bem em uma entrevista de emprego em inglês?

Dica de carreira: Como se sair bem em uma entrevista de emprego em inglês?

Você deve ter chegado a esse artigo aqui no Blog na Garage através do LinkedIn, e no é LinkedIn onde temos uma vasta gama de oportunidades de trabalho, textos e dicas sobre entrevistas, especialmente.

Mas você profissional de Procurement, Logítisca e Supply Chain já deve ter percebido que (Graças a Deus) o mercado está em constante aquecimento, e as posições em nossas áreas, seja de Júnior até Diretor, exigem algum nível de Inglês, preferencialmente Avançado ou Fluente.

Minha pergunta é: O que está fazendo em relação a isso? Ou você é um daqueles que deixa o comentário birrento “eu nunca utilizei na prática”, “tenho outros atributos a oferecer”.

Para começo de conversa, a exigência do estudo constante de idiomas vale para todos, mas a obrigação de gasto de recursos, não.

Para você que ainda está buscando uma oportunidade, está desempregado (a), não puxe para você mais esta cobrança. Faça o que está ao seu alcance.

Assista a vídeos gratuitos em plataformas possíveis (Youtube e afins), mas nesse momento de desafio, não traga mais esse peso extra para sua mente.

As vezes o que falta para ir bem numa entrevista, seja em sua língua mãe ou não, é entender o que o dono daquele processo está buscando.

Já vi em várias oportunidades o menos experiente ser aproveitado, o que foi líder por menos tempo e é isso que falta para muitos candidatos se atentarem durante o processo.

Estou realmente vendendo o que estão pedindo? E estou pronto para fazer esta venda em inglês?

Falo por experiência própria, como fluente em inglês e Professor de Inglês como Segunda Língua e Comprador, que isso não significa que passei em todos os processos que já iniciei.

Isso é um ponto forte, mas deixa bem claro que qualquer um com os pré-requisitos mínimos, boa experiência e o principal, saiba se vender, vai conseguir a vaga.

Falando sobre o processo e a entrevista em si, ser fluente não é soar como um nativo. O vital é que você como um profissional com muitas histórias para contar não seja capaz de contá-las propriamente.

Uma outra questão é entender o entrevistador: Isso raramente aconteceria se a entrevista fosse em português, portanto é crítica aí não só a preparação para a entrevista, mas manter o inglês em dia, aperfeiçoando gramática, vocabulário, assistindo a filmes em inglês. É como exercitar-se, depois que começa, você só melhora.

Obviamente, uma preparação para uma entrevista deve sim englobar um ensaio ou uma prática aplicada.

Você pode contratar empresas ou profissionais para isto, mas sem dúvidas não é uma obrigação.

Treine na frente do espelho, grave vídeos e áudios, peça ajuda para aquele amigo que tem uma experiência maior com inglês. Estude, mas não se endivide!

Como profissional da área, sempre divido conteúdo de alguns profissionais.

Minha mentora Vera Lorenzo está sempre divulgando conteúdo muito interessante em suas redes, e ultimamente tenho utilizado os vídeos da canadense Linda Raynier.

É um inglês profissional, muito claro e altamente orientado para te ensinar questões relacionadas a entrevistas.

Segue o link para um vídeo da Linda:  How to improve your English (for interviews)

Gerente de Categorias | + posts

Profissional com +de 16 anos de carreira desenvolvida nas áreas de Supply Chain e Procurement em diferentes indústrias tais como Aerospace, Oil&Gas, Química e Tintas. Sólida experiência em Gestão de Equipes, Negociação, Geração de Savings, TCO, Strategic Sourcing, Desenvolvimento de Fornecedores Locais e Internacionais, Auditorias e Comércio Exterior.
Vivência em processos de importação e atuação em empresas de diferentes portes e segmentos, como aerospace, petróleo e gás, química e coatings.

 

 

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

Inovação aberta em compras: a importância da colaboração e parcerias estratégicas

Inovação aberta em compras: a importância da colaboração e...

Soft Skills: A Diferença Entre Estagnação e Realização

Soft Skills: A Diferença Entre Estagnação e Realização Eu tenho...

A importância do Compliance em Compras

A importância do Compliance em Compras Antes de iniciar esta...

Os Desafios na Coordenação e Gerenciamento de Equipes de Compras!

Os Desafios na Coordenação e Gerenciamento de Equipes de...
spot_imgspot_img
Raphael Soares
Raphael Soares
Profissional com +de 16 anos de carreira desenvolvida nas áreas de Supply Chain e Procurement em diferentes indústrias tais como Aerospace, Oil&Gas, Química e Tintas. Sólida experiência em Gestão de Equipes, Negociação, Geração de Savings, TCO, Strategic Sourcing, Desenvolvimento de Fornecedores Locais e Internacionais, Auditorias e Comércio Exterior. Vivência em processos de importação e atuação em empresas de diferentes portes e segmentos, como aerospace, petróleo e gás, química e coatings.    

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui