O Profissional de 2030 e a Disrupção

O Profissional de 2030 e a Disrupção

Disrupções e o impacto no futuro do trabalho

Embora as mudanças que resultam das tendências possam, em grau significativo, serem previstas

Avaliar o impacto das perturbações no mercado de trabalho, emprego e competências no ano de 2030 é muito mais complexo, e impossível de calcular com precisão.

No entanto, a abordagem das Disrupções é importante para desafiar as formas de pensar – para ir para além do “business-as-usual”.

O Futuro do Trabalho

Novas tecnologias, estruturas de mercado em mudança e modelos de emprego inovadores são emergentes. As Disrupções que afetam o mercado de trabalho não só são concebíveis, como também provável; na era digital, o conhecimento e a tecnologia são marcadamente fluidos. Se Disrupções tornam-se agressivas e , representam um risco significativo para a desestabilização dos mercados económicos e, portanto o emprego.

A teoria económica refere-se frequentemente a períodos de Disrupção causados pela inovação tecnológica. Como ‘destruição criativa’ (usando a frase de Schumpeter) – novas indústrias, empregos e o valor económico é criado enquanto as velhas indústrias declinam.

Mas as Disrupções não aconteceram agora, como se pensa. Você deve lembrar o que houve com a era da máquina fotográfica analógica, com filme e a chegada da máquina digital e depois o celular com câmera. Ainda podemos ir mais longe, o que aconteceu com as Padarias e Açougues quando as Redes de Supermercados começaram a ter esses produtos em suas lojas como verdadeiras padarias e açougues.

Não faz muito tempo, você comprava seus produtos apenas nas lojas pois não existia o e-commerce

Os produtos das fazendas (Verduras, Hortaliças, frutas etc. ) eram todos orgânicos agora você paga um pouco ou muito mais caro por eles, a tendência e que com o ganho em escala os preços diminuam.

Lembra se da Xerox e a chegada das impressoras para uso em casa.

As empresas que reconhecem as mudanças precoces estão bem posicionadas para tirar partido das potenciais oportunidades que surgem ainda no campo das idéias e por isso ter um Projeto de Transformação Digital e Disrupção e parcerias com Universidades, Start ups e Fazer muito Benchmarking é tão importante.

Observe, fique mais do que atento, antecipe-se pois a Ruptura ou o Disruption chega muito velozmente ! E Precisamos estar preparados mais do que nunca.

Fonte – UK Gov e Procurement Garage

 

 

 

Leonardo Alexander
Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum). Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

7 passos para se ter sucesso no Strategic Sourcing

7 passos para se ter sucesso no Strategic Sourcing Como você desenvolve e nutre parcerias...

Qual a diferença entre TOTAL COST OF OWNERSHIP e...

Qual a diferença entre TOTAL COST OF OWNERSHIP e COST BREAKDOWN? TOTAL COST OF OWNERSHIP...

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça...

Quer tirar ideias do papel profissional de Compras? Conheça os métodos de Elon Musk! Quer...

As competências essenciais do comprador estratégico – Gestão do...

As competências essenciais do comprador estratégico - Gestão do Tempo No artigo anterior, Comprador Estratégico...

COMPRAS – Uma das áreas mais estratégicas da sua...

COMPRAS – Uma das áreas mais estratégicas da sua empresa! Compras ou Suprimentos, mais conhecidos...

Procurement e Purchasing – Quais são as diferenças?

Saiba por que Procurement e Purchasing não são a mesma coisa e como suas...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui