Procurement no pós Pandemia

Procurement no pós Pandemia

A recente pandemia da COVID-19 trouxe uma grande pressão para as cadeias de suprimentos do mundo todo, paralisando unidades fabris, fechando fronteiras internacionais e interrompendo a entrega de matérias-primas e produtos acabados. No início da pandemia, os departamentos de Procurement tiveram que focar na de gestão de crise para ajudar as empresas a mitigar todos os riscos e disrupções, atuando fortemente na aquisição de itens críticos e ajudando seus fornecedores a equilibrar seus respectivos fluxos de caixa.

Entre algumas iniciativas estratégicas adotadas para a manutenção da performance e dos negócios das empresas, podemos considerar duas como de fundamental importância, não só para a atuação na crise,  mas também que serão imprescindíveis para as áreas de Procurement no Pós Pandemia – investimentos em inovação e parcerias com fornecedores e digitalização das operações.

A busca da inovação e de parcerias com seus fornecedores estratégicos podem ser consideradas alavancas importantes para a criação de vantagem competitiva para as empresas, com objetivo de reagir à desaceleração das demandas causada pela pandemia em muitas indústrias.

A necessidade de uma rápida adoção de novas formas de trabalhar exigida pela pandemia obrigou as empresas a acelerar a digitalização já planejada para o Procurement há algum tempo. Entre os adventos positivos da pandemia, temos por exemplo a adoção de plataformas de negociação com fornecedores baseadas em nuvem e a popularização de sistemas de Gestão de Contratos, entre outros.

Seja qual for o futuro das empresas e das áreas de Procurement no chamado “Novo Normal” pós pandemia, este obrigatoriamente terá a inovação, as parcerias estratégicas e as operações digitais como Fatores Críticos de Sucesso das organizações que sobreviverem ao tormento mundial e que quiserem se destacar no mercado.

 

Sérgio Dutra
Profissional com mais de 20 anos de carreira desenvolvida nas áreas de Logística, Compras e Suprimentos de empresas de portes distintos, dos quais 9 anos atuando diretamente em operações de compras e 2 anos atuando em projetos estratégicos, envolvendo o mapeamento e transição de processos de Suprimentos e Compras, elaboração e revisão de documentos normativos (Políticas, Normas e Procedimentos Operacionais), estruturas organizacionais e treinamentos de pessoas.  

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

14 Critérios essenciais para a correta seleção de um...

14 Critérios essenciais para a correta seleção de um software de E-procurement 01 - Full...

As 10 competências essenciais do profissional de compras

As 10 competências essenciais do profissional de compras No último Fórum Econômico Mundial realizado em...

Procurement e o 5G?

Procurement e o 5G? O 5G permite que as empresas executem operações com mais eficiência,...

Tendências inovadoras em tecnologia para as Cadeias de Suprimentos

Tendências inovadoras em tecnologia para as Cadeias de Suprimentos Conheça as tendências inovadoras em tecnologia...

Revenue Management – Gestão de Rentabilidade – Receitas

Revenue Management - Gestão de Rentabilidade - Receitas Pesquisas que integram preços e gestão de...

ESG em Procurement?

ESG em Procurement? Afinal, como devemos abraçar e fazer acontecer? 15 tópicos importantes para...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui