Como o equilíbrio entre a diferença de gêneros pode ser a melhor equação para um departamento de Compras

Como o equilíbrio entre a diferença de gêneros pode ser a melhor equação para um departamento de Compras

Pensei muito se deveria escrever este tipo de assunto tão delicado e ao mesmo tempo tão necessário. Mas, por se tratar de um Blog que abrange os mais variados temas de Supply Chain, entendo que aqui seria um ótimo lugar para conversarmos e refletirmos sobre diversos assuntos de nosso dia a dia de Procurement.

A questão a ser abordada neste artigo não é para analisar qual sexo se enquadra melhor para um departamento de Compra (até porque não existe esta definição, as pessoas nascem com algumas qualidades natas e outras podem ser desenvolvidas e atingidas ao longo do tempo independente do gênero). Também não estou aqui para achar um responsável pela desigualdade global que ainda existe no mercado de trabalho entre mulheres e homens, mas sim destacar os melhores skills entre eles para que possamos complementar e diversificar nossos processos e estratégias de compras.

É fato que ainda e por algumas vezes, há dificuldades em reconhecer o valor do trabalho das mulheres da mesma forma que reconhecem o dos homens no mercado e que há uma série de fatores estruturais e socioculturais que contribuem para essa lacuna global.

Outra questão destacada pela ONU Mulher, é que ainda existe mulheres que são menos confiantes que os homens em auto avaliar se têm o conhecimento, habilidades e a experiência requeridas. Apesar de pesquisas apontarem que de uma forma geral as mulheres passam mais tempo em vida estudando que os homens.

A mulher precisa entender seu potencial para que sozinha ou em conjunto, possa realçar suas melhores características e atuar em prol de uma excelente contribuição para uma empresa.

“As mulheres representavam globalmente cerca de 14% dos 25.000 gestores de portfólio que administravam fundos mútuos em 2020, números praticamente inalterados desde 2000”

Por Bloomberg, Publicado em: 15/05/2021

E porque não incentivar a igualdade no setor de Procurement?

Sabemos que trabalhar no setor de Compras exige muitas habilidades e perfis multidisciplinares, com destaque para a parte de criatividade, relacionamento e comunicação.

Com ajuda de algumas pesquisas e experiencias de alguns gestores é possível estruturar um departamento de Compras com máxima eficiência identificando os respectivos soft skills do time.

Segundo artigo escrito por Allessandra Ferreira, do Great Group, existe uma diferença entre o modo de falar. Quando um homem fala, usa de modo geral frases mais curtas e estruturadas. Geralmente há um início simples, uma ideia clara e uma conclusão. É fácil entender o que ele quer dizer. O que pode ser excelente artifício para quando não se tiver muito tempo em uma Negociação.

Além disto, segundo os psicólogos Simoni Missel e Claudio D’Amico os homens tendem a tratar temas de trabalho de maneira muito mais fria que as mulheres. O que também pode contribuir muito na hora da negociação.

Ainda assim boa parte das mulheres tem elevada capacidade de resiliência e perseverança. Essa capacidade de superar adversidades, de se manter firme no propósito, de elaborar caminhos estratégicos da negociação para conseguir seus grandes objetivos e, de manter otimismo e firmeza aos propósitos mesmo diante de situações complicadas atribuem, à mulher um forte equilíbrio na condução e elaboração de estratégias.

Com isto fica claro que para Gestão de Conflito entre as partes (comprador/fornecedor, muito comum em nosso dia a dia) as mulheres tendem mais preparadas para lidar com a situação. O discurso indireto é uma especialidade feminina e serve a um propósito específico: a aproximação, a fim de evitar agressões, confrontos ou discordâncias.

Em geral, essas tendências são corroboradas por cientistas, como na pesquisa publicada pela Scientific American, que mostra porque as mulheres podem resolver problemas mais rápido que os homens. As conexões cerebrais delas são processadas simultaneamente por ambos os lados do cérebro.

Não é à toa que muitas vezes vemos mulheres à frente da parte de Planejamento de Departamento de Compras

Outro dado que chama a atenção, segundo os psicólogos, foi a diferença elevada na hora de fazer a operação do que foi planejado, as mulheres se destacam que 41,5% delas se declararam com elevada capacidade de executar o que foi planejado, contra 23% dos homens.

Enfim, poderíamos ficar aqui destacando diversas qualidades de ambos os gêneros e como podem contribuir para nossas atividades no time de compras, mas ainda assim não chegaríamos à conclusão exata. Pois mesmo pautados em diversas pesquisas, sabemos que para toda regra existe exceção e que o ser humano se desenvolve e se adequa quando tem este objetivo.

Logo, a melhor sugestão para perfis dentro de um departamento de Procurement é a diversidade e o equilíbrio entre os gêneros, pois eles se complementam!

Referencias:

 

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

14 Critérios essenciais para a correta seleção de um...

14 Critérios essenciais para a correta seleção de um software de E-procurement 01 - Full...

As 10 competências essenciais do profissional de compras

As 10 competências essenciais do profissional de compras No último Fórum Econômico Mundial realizado em...

Procurement e o 5G?

Procurement e o 5G? O 5G permite que as empresas executem operações com mais eficiência,...

Tendências inovadoras em tecnologia para as Cadeias de Suprimentos

Tendências inovadoras em tecnologia para as Cadeias de Suprimentos Conheça as tendências inovadoras em tecnologia...

Revenue Management – Gestão de Rentabilidade – Receitas

Revenue Management - Gestão de Rentabilidade - Receitas Pesquisas que integram preços e gestão de...

ESG em Procurement?

ESG em Procurement? Afinal, como devemos abraçar e fazer acontecer? 15 tópicos importantes para...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui