Pergunta que não quer calar: o que esperar do ano de 2022, a partir da perspectiva de Procurement?

Pergunta que não quer calar: o que esperar do ano de 2022, a partir da perspectiva de Procurement?

  • Teremos mais ou menos volatilidade?
  • As cadeias de abastecimento estarão organizadas ou não?
  • De quanto será a inflação?
  • Como estará o câmbio?
  • Qual será o comportamento dos juros?

E, por fim, como nós da área de Procurement da Danone estamos nos preparando para enfrentar mais um ano que promete fortes emoções.

O ano de 2021 está terminando e, com certeza, do ponto de vista de Procurement, foi um dos anos mais desafiadores da história.

Foi um ano caracterizado por alta volatilidade em preços, inflações altíssimas e o Real desvalorizado, além das cadeias de suprimentos ainda desorganizadas, gerando falta de tudo.

Para piorar a situação, tivemos alongamento de prazos de entrega e muitos fornecedores entrando em dificuldade econômica, o que piorou o cenário.

Por tudo isso eu não hesitaria em dizer que esse ano de 2021 se resume na expressão “tempestade perfeita”.

Existe uma outra expressão que diz: ”após a tempestade vem a calmaria”. Bem, por tudo que está se desenhando para 2022, essa expressão não deverá valer para o próximo ano.

Listei abaixo alguns fatos importantes que estão no radar e que têm o potencial de colocar mais tempero na equação de Procurement:

  • Terceira onda de Covid. Eu não descartaria ainda mais ondas e “seus já conhecidos impactos” nas cadeias de suprimentos.
  • Eleição presidencial e tudo o que historicamente esse fato traz de impactos para a economia.
  • Volatilidade no câmbio
  • Cadeias de suprimentos ainda desorganizadas.
  • Petróleo variando entre USD 70 e 100 / barril.

Diante de todo esse cenário de volatilidade e incertezas, sabedores dos impactos que tudo isso traz para a equação de valor da Cia nós, da área de Procurement, tomamos a decisão de sermos protagonistas e enfrentarmos esses desafios com muito trabalho e coragem.

O nosso primeiro passo foi definir nossas key battles para 2022. Definimos as cinco que estão detalhadas abaixo.

01 – PEOPLE

Nesse ambiente volátil, cheio de incertezas e alta pressão, cuidar das pessoas tem que ser nossa prioridade número 1.

Ter um ambiente alegre, desafiador e que promova o crescimento das pessoas é nossa ambição.

02 – BCP: Business Continuity Plans

Muitas vezes nos esquecemos que a principal função da área de Procurement é manter as operações abastecidas, no tempo, qualidade e custos acordados.

Neste cenário desafiador que se impôs em 2021, resolvemos revisar nossos BCP´s, observando todos os detalhes para entender se, neste novo cenário, algo que não era importante no passado passa a ser importante agora.

Promovemos reuniões táticas semanais para acompanhar os casos críticos e uma reunião mensal estratégica de revisão.

O mais importante aqui foi envolver os times de qualidade, R&I, Operações e Supply.

Acreditamos que somente um time multifuncional consegue navegar em águas turbulentas como essas em que estamos navegando.

03 – EFICIÊNCIA

Ainda não encerramos o ano de 2021 e já estamos terminando de montar boa parte do pipeline de projetos de eficiências para 2022.

Nós aqui nos organizamos em um evento chamado DARE WEEK (DISCOVER / ACT / RETHINK AND EFFICIENCY) e estamos a todo vapor.

Já temos mais de 600 projetos mapeados e que estão sendo valorizados agora. Nossa ambição é entregar NET COGS ZERO.

04 – CASH

Através de um benchmark que fizemos em 2020, chegamos à conclusão que, versus outras empresas de bens de consumo, tínhamos um prazo pouco competitivo de pagamento aos fornecedores.

Desde então, revisamos a política, criamos ferramentas e lançamos um programa amplo de ganho de caixa. Ano x ano temos como meta, na média, um ganho de 5 dias de DPO.

05 – Inovação

Em inovação temos algumas frentes importantes. A primeira delas é entregar o projeto completo de digitalização da área de Procurement.

Além disso, temos dois programas liderados por Procurement que impactam diretamente Top Line. O primeiro é o “Design To Superior Value” que, se eu pudesse resumir, diria que é um projeto de re engenharia que visa não só cortes de custos, como também dar ao consumidor o que ele deseja.

Fizemos em duas categorias em 2021 e faremos em outras duas em 2022.

Temos o C4G ou Connect For Growth, que é um programa de conexão com fornecedores, para promover e acelerar inovação em produtos. Estamos no meio de um projeto em uma categoria.

Para concluir

A nossa preparação, além das cinco prioridades listadas, inclui ainda intenso trabalho multifuncional, comunicação rápida e assertiva, na medida do possível, e muita disposição para alterar o rumo a qualquer momento que se fizer necessário.

Mario Rezende
I work with people creating a development envairoment in order to obtain results in a efficienty way, creating a positive impact to the society.

ARTIGOS RELACIONADOS

spot_img

MAIS ARTIGOS

Quem realmente escolhe um trabalho de compras?

Quem realmente escolhe um trabalho de compras? Em que momento algum orientador de carreiras se...

7 Steps in Creating a Project Procurement Management Plan

7 Steps in Creating a Project Procurement Management Plan 1. Define Roles, Terms, and Agreements In...

Gerenciamento de Contratos – Processos e práticas

Gerenciamento de Contratos - Processos e práticas Acredito que é possível medir a maturidade de...

Fazendo um curriculum vitae em inglês para Procurement

Fazendo um curriculum vitae em inglês para Procurement Em primeiro lugar você deve aplicar para...

Procurement Fora da Caixa

Procurement Fora da Caixa Está na hora de os profissionais de compras analisarem todas as...

ESG é Moda? ESG em Procurement não existe?

ESG é Moda? ESG em Procurement não existe? A resposta para as 2 perguntas é...

MAIS ACESSADOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui