BCC (Best-cost country sourcing) ou LCC (low cost country sourcing)?

BCC (Best-cost country sourcing) ou LCC (low cost country sourcing)?

Vamos falar hoje de um ponto que pode trazer duvidas e receios na tomada decisão em alguns sourcing.

Comprar ou não comprar BCC ou LCC, eis a questão.

Se comprar… Em qual delas devo me ater?

Primeiro de tudo, obviamente existem diferenças entre os conceitos dessas duas siglas e a decisão de qual delas utilizar está no ponto de equilíbrio que se busca entre custo e qualidade, incluindo também a natureza do produto, a complexidade da cadeia de suprimentos, os riscos envolvidos e as metas estratégicas da sua empresa.

Não há um segmento único que seja universalmente considerado melhor para aquisição de BCC ou LCC, pois cada negócio é único e possui necessidades específicas.

Enquanto o LCC se concentra exclusivamente em obter custos mais baixos, o BCC leva em consideração uma visão mais ampla e estratégica da cadeia de suprimentos.

Dito isso, podemos considerar alguns exemplos de segmentos que tendem a ser mais adequados para a aquisição em LCC são os de custos de produção mais baixos e têm menos requisitos de qualidade ou complexidade.

Isso inclui produtos de consumo em massa, como roupas, calçados, eletrônicos de baixo custo, brinquedos e utensílios domésticos simples.

Já os segmentos que exigem maior qualidade, inovação, conformidade regulatória e uma cadeia de suprimentos mais complexa podem se beneficiar mais da aquisição em BCC.

Isso inclui setores como eletrônicos de alta tecnologia, produtos farmacêuticos, automóveis, maquinário industrial, produtos de engenharia e setores que exigem certificações específicas ou tecnologias avançadas.

Considerando os riscos e benefícios associados a cada país fornecedor e o segmento que atuam e que a logística é também um ponto fundamental neste estudo, podemos resumir abaixo as diferenças básicas, preocupações e ações para a sua tomada de decisão.

LCC se refere à prática de buscar fornecedores em países com custos de mão de obra e produção significativamente mais baixos em comparação com os países desenvolvidos.

Nessa abordagem, o principal critério de seleção é o custo reduzido, visando obter vantagens competitivas em termos de preços mais baixos dos produtos.

Os países de baixo custo podem incluir economias emergentes ou em desenvolvimento com mão de obra mais barata, o que pode aumentar o risco de quebra de compliance ou até mesmo questões de não conformidade trabalhistas e violações de direitos humanos, devido a regulamentações menos rigorosas, falta de fiscalização adequada e condições socioeconômicas desfavoráveis.

Por isso, é fundamental que na negociação com LCC, antes de qualquer fechamento de acordo, se implemente práticas de due diligence robustas e bem definidas com uma abordagem responsável de sua cadeia de suprimentos.

Nesta negociação, cautela e a palavra de ordem, os números nem sempre são o que parecem, a princípio os números podem parecer atraentes.

Afinal, quem não deseja economizar em custos de produção e maximizar os lucros?

Um TCO bem feito e abrangente é mais que fundamental, atenção aos riscos intangíveis do negócio.

Por outro lado, BCC oferecem um equilíbrio entre custo e valor agregado. Esses países não apenas possuem custos competitivos, mas também uma infraestrutura sólida, fornecedores mais experientes e uma conformidade regulatória mais consistente.

Ao optar por BCC, as empresas podem minimizar os riscos associados aos LCC, mantendo a qualidade, a conformidade e a confiabilidade na cadeia de suprimentos.

Nessa abordagem, existe um equilíbrio entre custo e valor agregado, selecionando países que ofereçam não apenas custos competitivos, mas também benefícios relevantes para a empresa, como qualidade, inovação, confiabilidade e conformidade regulatória, ou seja, uma infraestrutura mais sólida e fornecedores experientes, que facilitam a aquisição e a logística.

Isso não quer dizer que deve aceitar e fechar negócio de olhos fechados, obviamente na negociação BCC, deve-se ter um bom programa de compliance, com políticas e procedimentos claros, com papeis e responsabilidade bem definidos com uma matriz de controles abrangentes e a promoção de uma cultura organizacional baseada na ética e na conformidade desde o primeiro momento da negociação e formalizados em todas as tratativas, incluindo nos contratos e acordos finais.

Importante frisar que nenhum país ou empresa está imune a problemas de compliance, violações de direitos humanos e etc. que muitas empresas, independentemente de BCC ou LCC, são responsáveis e estão comprometidas em seguir os padrões internacionais de trabalho ético.

Portanto, é essencial que ao negociar com qualquer empresa nacional ou internacional, país desenvolvido ou emergente, adote uma abordagem proativa de práticas responsáveis de aquisição e a due diligence adequada a cada realidade, ou seja, conheça o mercado que esta abordando, suas políticas e mercado, são boas práticas essenciais para garantir a conformidade e a mitigação de riscos, em qualquer que seja o negócio.

Cada empresa tem suas necessidade e metas específicas, e não há uma resposta única para a questão de comprar de BCC ou LCC.

A decisão deve ser baseada em uma análise criteriosa dos riscos e benefícios, considerando a estratégia de negócios, a qualidade do produto, a criticidade do que se está negociando, o volume e frequência, sem esquecer jamais do ESG de todos os envolvidos.

Os conceitos e preocupações fazem sentido para o seu negócio?

Felipe Peçanha
Supply Chain | Procurement | Compras | Logística | Website | + posts

+ 17 anos de vivência como executivo em Supply Chain e Procurement.
Gestão de áreas com visão estratégica e senso crítico do negócio e orientação a pessoas - estruturação e desenvolvimento de equipe. Forte em adaptabilidade e gestão da mudança, construído em empresas globais em vários segmentos. Focado na produtividade, desenvolvendo fornecedores e gestão de equipes multifuncionais e de alta performance.

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

Importância do Saneamento de Cadastros de Materiais e Serviços

Importância do Saneamento de Cadastros de Materiais e Serviços Devemos...

Inovação aberta em compras: a importância da colaboração e parcerias estratégicas

Inovação aberta em compras: a importância da colaboração e...

Soft Skills: A Diferença Entre Estagnação e Realização

Soft Skills: A Diferença Entre Estagnação e Realização Eu tenho...

A importância do Compliance em Compras

A importância do Compliance em Compras Antes de iniciar esta...

Os Desafios na Coordenação e Gerenciamento de Equipes de Compras!

Os Desafios na Coordenação e Gerenciamento de Equipes de...
spot_imgspot_img
Felipe Peçanha
Felipe Peçanhahttps://www.linkedin.com/in/felipemape/
+ 17 anos de vivência como executivo em Supply Chain e Procurement. Gestão de áreas com visão estratégica e senso crítico do negócio e orientação a pessoas - estruturação e desenvolvimento de equipe. Forte em adaptabilidade e gestão da mudança, construído em empresas globais em vários segmentos. Focado na produtividade, desenvolvendo fornecedores e gestão de equipes multifuncionais e de alta performance.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui