Desmistificando a Matriz Kraljic em Compras

Desmistificando a Matriz Kraljic em Compras: Um Guia Essencial para Profissionais de Compras

A Matriz Kraljic, desenvolvida por Peter Kraljic em 1983, é uma ferramenta fundamental para o Gerenciamento Estratégico de Compras.

Ela auxilia os profissionais de procurement na classificação de seus materiais e serviços de acordo com dois fatores cruciais: impacto estratégico e risco do fornecimento.

Essa categorização permite a implementação de estratégias de compras e Gestão de Categorias personalizadas e eficientes para cada tipo de item, otimizando recursos e resultados.

Matriz Kraljic em Compras

Dominando os Eixos da Matriz

1 – Impacto Estratégico

Nível Alto:

  • Materiais/serviços críticos para o core business da empresa.
  • Exemplos: componentes eletrônicos, softwares, energia.

Nível Baixo:

  • Materiais/serviços não críticos para o core business da empresa.
  • Exemplos: artigos de escritório, materiais de limpeza, serviços de jardinagem.

2 – Risco do Fornecimento

Nível Alto:

  • Mercado com poucos fornecedores, alto poder de barganha dos fornecedores e/ou alto risco de disrupção.
  • Exemplos: commodities, medicamentos patenteados, serviços especializados.

Nível Baixo:

  • Mercado com muitos fornecedores, baixo poder de barganha dos fornecedores e baixo risco de disrupção.
  • Exemplos: materiais de construção, commodities básicas, serviços de transporte.

Desvendando os Quadrantes da Matriz

1 – GARGALOS

Características

Alto impacto estratégico e alto risco do fornecimento.

Estratégias

  • Diversificação da base de fornecedores.
  • Desenvolvimento de fornecedores alternativos.
  • Estoques de segurança.
  • Contratos de longo prazo com fornecedores estratégicos.

2 – ESTRATÉGICOS

Características

Alto impacto estratégico e baixo risco do fornecimento.

Estratégias

  • Negociação estratégica para otimizar custos e prazos.
  • Parcerias de longo prazo com fornecedores.
  • Investimento em inovação e desenvolvimento com fornecedores.

3 – Alavancagem

Características

Baixo impacto estratégico e alto risco do fornecimento.

Estratégias

  • Busca por alternativas de menor custo.
  • Estratégias de e-procurement para otimizar processos.
  • Consolidação de compras para aumentar poder de negociação.
  • Gestão de risco de fornecimento.

4 – NÃO CRÍTICOS

Características

Baixo impacto estratégico e baixo risco do fornecimento.

Estratégias

  • Foco em automatização de processos de compra.
  • Busca por compras por volume para obter melhores preços.
  • Utilização de catálogos eletrônicos.
  • Minimização do tempo e recursos gastos na gestão.

Análise Detalhada

  • Avaliar cada item/serviço com base nos critérios de impacto estratégico e risco do fornecimento.
  • Coletar dados confiáveis para embasar a análise.
  • Considerar fatores como custos, qualidade, prazos de entrega, ESG dos fornecedores.

Mapeamento Estratégico

  • Posicionar cada item/serviço na Matriz Kraljic de acordo com a análise.
  • Visualizar a distribuição dos itens/serviços nos diferentes quadrantes.
  • Identificar os grupos com características e necessidades semelhantes.
CEO at Procurement Garage | leonardo.alexander@procurementgarage.com | + posts

Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum).

Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

Entrevista com Ramon Farias

Entrevista com Ramon Farias O Blog na Garage entrevistou o...

Recursos Humanos e a Evolução do ESG

Recursos Humanos e a Evolução do ESG Você já se...

Não economize em sua carreira

Não economize em sua carreira Profissional de compras, o ano...

A Importância Vital de um CPO para o Sucesso em Procurement

A Importância Vital de um CPO para o Sucesso...
spot_imgspot_img
Leonardo Alexander
Leonardo Alexander
Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum). Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui