7 armadilhas em negociação de contratos e como evitá-las

7 armadilhas em negociação de contratos e como evitá-las

Negociar contratos é uma parte essencial de qualquer empreendimento, mas pode se tornar um campo minado se não for conduzido com cuidado e atenção pois existem muitas armadilhas podem surgir ao longo desse processo, desde a falta de um escopo claro até contratos difíceis de usar.

Neste texto, trago 7 armadilhas comuns em negociações de contratos e forneceremos exemplos simples e objetivos de como evitá-las para garantir acordos mais sólidos e eficazes.

7 armadilhas em negociacao de contratos - Blog Na Garage1 – FALTA DE ESCOPO CLARO

Problema: A ausência de um escopo claro pode levar a interpretações divergentes e disputas durante a execução do contrato.

Exemplo: Em um contrato de desenvolvimento de software, se o escopo não especificar claramente os requisitos do sistema, as partes podem ter interpretações diferentes sobre o que é esperado.

Como Evitar: Defina um escopo detalhado e específico, incluindo todos os requisitos e expectativas. Realize reuniões para esclarecimento e documente tudo de maneira transparente.

2 – JURÍDICO E COMPRAS ENVOLVIDOS DEPOIS DA NEGOCIAÇÃO

Problema: Após a assinatura do contrato, o envolvimento tardio dos departamentos jurídico e de compras pode resultar em descobertas de questões legais ou processuais que poderiam ter sido abordadas durante a negociação.

Exemplo: Após a assinatura, o departamento jurídico identifica cláusulas ambíguas que exigem revisão adicional.

Como Evitar: Inclua representantes do departamento jurídico e de compras nas fases finais da negociação para evitar surpresas após a assinatura. Promova uma revisão conjunta do contrato antes da assinatura para garantir que todas as partes estejam cientes e satisfeitas com os termos acordados.

3 – CONTRATOS INFLEXÍVEIS

Problema: Contratos excessivamente rígidos podem não se adaptar a mudanças nas condições de mercado ou nas necessidades das partes envolvidas.

Exemplo: Um contrato que não permite modificações pode tornar-se obsoleto se houver uma mudança significativa no escopo do projeto.

Como Evitar: Inclua cláusulas de flexibilidade que permitam ajustes razoáveis em resposta a mudanças nas condições de mercado ou nas necessidades das partes envolvidas

4 – FALHA EM ENVOLVER AS PARTES INTERESSADAS

Problema: Não incluir adequadamente todas as partes interessadas pode resultar em falta de suporte e compreensão, levando a desafios durante a execução do contrato.

Exemplo: Se os usuários finais não são consultados durante a negociação de um contrato de software, as soluções propostas podem não atender às suas necessidades reais.

Como Evitar: Identifique todas as partes interessadas relevantes, envolva-as desde o início e obtenha feedback regular para garantir que o contrato atenda às expectativas de todos.

5 – PROCESSOS FRACOS DE GESTÃO E GOVERNANÇA

Problema: Uma gestão inadequada e uma governança fraca podem resultar em decisões arbitrárias e falta de responsabilidade.

Exemplo: Se não houver um processo claro para resolver disputas contratuais, as partes podem recorrer a soluções não documentadas, levando a problemas futuros.

Como Evitar: Estabeleça processos claros de gestão e governança, com pontos de revisão definidos, responsabilidades claras e mecanismos eficazes para resolver disputas.

6 – CONTRATOS DIFÍCEIS DE USAR OU ENTENDER E MEDIR

Problema: Contratos complexos e de difícil compreensão podem resultar em ambiguidades e dificuldades na implementação e medição do desempenho.

Exemplo: Cláusulas legais excessivamente complexas podem levar a interpretações errôneas, dificultando a avaliação precisa do cumprimento do contrato.

Como Evitar: Redija contratos de maneira clara e concisa, evitando jargões legais desnecessários. Certifique-se de que as métricas de desempenho sejam mensuráveis e compreendidas por todas as partes envolvidas.

7 – NEGOCIAÇÃO MUITO PROLONGADA

Problema: Prolongar demais o processo de negociação pode resultar em desinteresse das partes envolvidas e até mesmo em mudanças nas condições de mercado.

Exemplo: Uma negociação que se arrasta por meses pode levar a uma desaceleração do projeto, com impactos negativos nos prazos e custos.

Como Evitar: Estabeleça prazos realistas para as negociações, priorize os pontos críticos e mantenha uma comunicação aberta para evitar atrasos desnecessários.

O sucesso na negociação e implementação de contratos requer uma abordagem cuidadosa para evitar armadilhas comuns, sendo fundamental estabelecer um escopo claro desde o início, envolvendo todas as partes interessadas e promovendo uma comunicação de forma transparente.

Ao adotar práticas transparentes, flexíveis em busca do ganha-ganha, focado em soluções, com foco nas necessidades de todas as partes, podemos construir contratos sólidos que promovam colaboração e sucesso para todos os envolvidos.

Leia também: Painel de Gestão de Contratos + Apresentação KPI´s

José Herculano Santos
Gestão de Contratos e Fornecedores | + posts

Responsável pela CLM (Contract Lifecycle Management) e SRM ( Supplier Relationship Management), onde lidero a equipe com o objetivo de garantir a saúde financeira dos contratos por meio de uma gestão integrada e eficiente em todo o ciclo de vida dos contratos, avaliação de riscos de fornecedores.

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

Você já ouviu falar sobre o Efeito Dominó em Compras?

Você já ouviu falar sobre o Efeito Dominó em...

Mindset dos Vendedores em Relação aos Compradores Profissionais

Mindset dos Vendedores em Relação aos Compradores Profissionais: Um...

A Importância do Change Management na Transformação Digital de Procurement

A Importância do change management na transformação digital de...

5 principais irregularidades encontradas durante a fiscalização de contratos e como mitigá-las

5 principais irregularidades encontradas durante a fiscalização de contratos...

Aplicando o Kanban em Procurement!

Aplicando o Kanban em Procurement! Um guia para otimizar...
spot_imgspot_img
José Herculano Santos
José Herculano Santos
Responsável pela CLM (Contract Lifecycle Management) e SRM ( Supplier Relationship Management), onde lidero a equipe com o objetivo de garantir a saúde financeira dos contratos por meio de uma gestão integrada e eficiente em todo o ciclo de vida dos contratos, avaliação de riscos de fornecedores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui