A importância do CPO nas organizações

A importância do CPO nas organizações

Como todas as funções executivas, os CPOs têm uma importância extremamente relevante na Gestão de uma Organização.

  • Ele desempenha um papel estratégico e responde por até 60% do spend da
    empresa, exceto a folha de pagamento e impostos.
  • Ele é o responsável pelos custos diretos, indiretos, capex, serviços e projetos.
  • Possui uma participação direta no resultado P&L do negócio, ou seja do lucro.
  • Pelo construção do relacionamento e alianças estratégicas com os fornecedores.
  • Por garantir a continuidade da operação e abastecimento com qualidade, custos, prazos e demais requisitos necessários além das metas.
  • Pela melhoria do caixa e seu fluxo.
  • Atuando fortemente na mitigação dos riscos que envolvem a agenda ESG e a reputação da marca.
  • Pelas negociações estratégicas envolvendo centenas, bilhões de Reais ou Dólares anuais.
  • Captura de oportunidades e projetos especiais, gestão de categorias com profundidade e inteligência de mercado.
  • Contribuindo com inovação e com a transformação digital.
  • Transformação da área para o Nível Best in Class e o Procurement 4.0.
  • Desenvolvimento e retenção de profissionais de Compras qualificados.
  • Guardião do compliance e da ética.

Os CPOS deixam a sua marca numa empresa e muitos se tornam CEO.

Em sua agenda devem constar 20 pontos de atenção pelo menos:

  1. Dedique tempo na compreensão e alinhamento com todos do C-Level e demais
    lideranças.
  2. Reserve tempo para se reunir com os executivos e entender suas estratégias e necessidades específicas para o sucesso do negócio.
  3. Construa relacionamentos duradouros.
  4. Antecipe a agenda executiva e tenha apetite por mudanças.
  5. Planeje e controle a execução da estratégia de Procurement.
  6. Não delegue a sua visão, compartilhe e defina a agenda. Busque o Buy in de todos os executivos.
  7. Construa sua marca – através de um Value Proposition claro e com resultados mensuráveis
  8. Obtenha ganhos rápidos. Identifique e entregue iniciativas de ganhos rápidos e garanta que você se baseie em fatos para ajudar a construir credibilidade.
  9. Equilibre esforço, entrega de valor e risco em todas as decisões.
  10. Sua meta será implementar mudanças, portanto, certifique-se de ter os recursos certos para executar bem.
  11. Avalie bem a sua equipe quanto à habilidade, engajamento e aspiração.
  12. Desenvolva sua equipe não poupe esforços para que todos tenham a mesma chance de realizar suas entregas conforme os objetivos
  13. Tome as decisões difíceis sobre os recursos de baixo desempenho e sistemas legados – não espere!
  14. Comunique e gerencie expectativas.
  15. Defina as métricas importantes. Comunique de forma clara e frequente.
  16. Substitua as comunicações de transmissão por sessões direcionadas individuais.
  17. Gerencie as expectativas e o que é realisticamente alcançável.
  18. Seja um Aliado do CEO e mostre todo valor da sua área.
  19. Seja o Protagonista da Transformação.
  20. Seja Front Office CPO!
CEO at Procurement Garage | leonardo.alexander@procurementgarage.com | + posts

Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum).

Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img
Leonardo Alexander
Leonardo Alexander
Mais de 30 anos de experiência sendo Head de Suprimentos na AmBev/AB-InBev, P&G (Consumer Goods), B. Braun (Farma) e LATAM Head of Supply Chain Planning & Performance na BP (British Petroleum). Graduado em comércio exterior, extensão pela Columbia University e MIT ACE Program.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui