Entrevista com Leo Cavalcanti

Entrevista Blog da Garage com Leo Cavalcanti

Entrevista com Leo Cavalcanti CEO da Linkana.

PERGUNTA 1

BNG: Quais são os principais desafios das organizações de Procurement no Brasil atualmente?

Leo Cavalcanti: Acredito que no Brasil sempre estamos de alguma forma repetindo ou cometendo erros que o resto do mundo cometeu há alguns anos.

O que quero dizer é que ainda vejo grandes corporações investirem numa visão antiga e ultrapassada de Procurement, onde ERPs, e-procurements, portais internos e múltiplos sistemas de gestão que não se conversam são a resposta para os desafios dos profissionais de compras da atualidade.

A verdade é que esse modelo falhou, e vai continuar falhando até mudarmos essa realidade.

PERGUNTA 2

BNG: E por que você acha que o modelo atual de gestão de Procurement falhou?

Leo Cavalcanti: O modelo atual infelizmente ainda utiliza sistemas mais tradicionais, com tecnologias e práticas ultrapassadas.

Esses sistemas acabam criando verdadeiros silos de informação, armazenando dados de fornecedores em bases obsoletas, sem qualquer tipo de padronização, automação na coleta ou utilidade para outras organizações de compras.

Isso acaba impondo ao fornecedor uma enorme carga de trabalho, além da repetição de um mesmo processo individualmente para vários compradores diferentes, gerando frustração e uma péssima experiência de usuário.

Com isso, fornecedores e compradores não enxergam valor no uso contínuo e proativo de tais soluções.

Em outras palavras, essas sistemas se tornam verdadeiros “inimigos” do usuário, que acabam usando essas soluções apenas por que são obrigados a usar, e não pelo valor que elas geram.

PERGUNTA 3

BNG: E qual seria a alternativa? Qual modelo de gestão de Procurement você defende?

Leo Cavalcanti: Eu acredito bastante na visão defendida pela Dr. Elouise Epstein, consultora da Kearney e uma das maiores influenciadoras de Procurement digital no mundo.

A Dr. Epstein defende a visão de Procurement como um ecossistema. Nesse modelo, um hub integra e conecta vários outros sistemas, como verdadeiros aplicativos. Análises e insights acontecem em milissegundos, e não dias ou semanas.

São modelos como o da Apple e  a revolução dos smartphones. A Amazon e seu e-commerce completo. Ou até a Salesforce, como maior sistema de aplicativos de CRM do mundo.

PERGUNTA 4

BNG: Quem seria o hub central de Procurement nesse contexto? Onde a Linkana se encaixa nesse modelo?

Leo Cavalcanti: A Dr. Epstein criou um famoso “gráfico aranha”, em que ela posiciona cada uma das principais soluções de Procurement digital no mundo.

No centro, esse hub seria um conector de múltiplos aplicativos, aliado a uma boa fundação de dados e uma camada de inteligência.

Do seis maiores e-procurement no mundo, os chamado “big six” (Coupa, iValua, Jaggaer, Oracle, SAP Ariba e Zycus), é possível observar que apenas duas delas estão acelerando mais rapidamente na direção dessa visão de ecossistema: SAP e Coupa.

Pegando emprestado o modelo da Dr. Epstein, a Linkana se posiciona como a fundação de dados de para esses hubs centrais de Procurement.

A ideia da Linkana não é substituir o Coupa, por exemplo, mas sim entregar uma base de dados unificada e universal de perfis de fornecedores certificados para dados comerciais, de risco, qualidade e diversidade.

Com isso, impulsionamos o retorno do investimento (ROI) de ferramentas de e-procurement com uma fundação de dados poderosa, que unifica sistemas de gestão em uma fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada para dados de fornecedores no Brasil e na América Latina.

PERGUNTA 5

BNG: E como a Linkana se diferencia dos seus concorrentes?

Leo Cavalcanti: A ideia da Linkana é fazer gestão de fornecedores “em rede”. Com isso, nós devolvemos ao fornecedor o controle das suas informações, dando função coletiva aos dados coletados sobre a empresa e suas relações de fornecimento.

Isso traz efeito de rede para o envio de dados entre seus vários compradores, além da padronização de informações relevantes, automação da coleta e validação em fontes públicas e privadas, por meio robôs, big data e inteligência artificial.

Isso só é possível graças ao conceito inovador e único do Supplier Open Profile da Linkana, inspirado no Open Finance do sistema bancário e financeiro brasileiro.

Assim como brasileiros agora podem abrir uma conta em qualquer banco levando seu histórico anterior de forma automatizada e sem burocracia, na Linkana os fornecedores podem fazer o mesmo, tendo controle de sua carteira digital de dados de fornecedores.

Com um perfil único certificado pela Linkana, o fornecedor poderá se conectar com várias empresas ao mesmo tempo, sem precisar enviar documentos repetidos ou preencher os mesmos formulários várias vezes.

PERGUNTA 6

BNG: Que dica você daria para o Profissional de Compras diante atual do cenário global e nacional?”

Leo Cavalcanti: É mais um alerta, na verdade. O profissional de compras precisa entender que estamos vivendo em um mundo em que dados nunca foram gerados de maneira tão rápida.

Crises estão acontecendo num piscar de olhos, e a próxima disrupção já está batendo na nossa porta, quando a gente menos espera.

No meio desse caos, buscar velocidade e resiliência em decisões de fornecimento nunca foi tão importante. Para tornar o desafio maior, hábitos de consumo mudaram, e agora consumidores também exigem uma agenda ESG em todas as estratégias corporativas.

Essas exigências do mundo atual exigem de Procurement um novo tipo de profissional. Um comprador que entenda que não é mais possível viver dentro de uma bolha.

Um profissional que queira tomar decisões de maneira rápida. Que entenda de dados, e abrace a sustentabilidade e diversidade como valores pessoais. É o profissional que eu chamo de “Comprador do Futuro”.

Mentor de Carreira para Profissionais de Compras | + posts

Executivo de Supply Chain com especialização em projetos de Petróleo e Gás, projeto em MBA de Gestão de Suprimentos, Logística e Supply Chain e Mentor de Carreira para Profissionais de Compras.

spot_imgspot_img

Receber Newsletter

Artigos Relacionados

Entrevista com Ramon Farias

Entrevista com Ramon Farias O Blog na Garage entrevistou o...

Recursos Humanos e a Evolução do ESG

Recursos Humanos e a Evolução do ESG Você já se...

Não economize em sua carreira

Não economize em sua carreira Profissional de compras, o ano...

A Importância Vital de um CPO para o Sucesso em Procurement

A Importância Vital de um CPO para o Sucesso...
spot_imgspot_img
Leonardo Rosa
Leonardo Rosa
Executivo de Supply Chain com especialização em projetos de Petróleo e Gás, projeto em MBA de Gestão de Suprimentos, Logística e Supply Chain e Mentor de Carreira para Profissionais de Compras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui